Categorias
Logística

BPLog recebe Premiação da Peróxidos do Brasil

A BPLog foi agraciada com uma placa de reconhecimento pelo bom trabalho desenvolvido no Programa de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da Peróxidos do Brasil. A entrega aconteceu em dezembro, em um evento anual da empresa que contou com a presença Sr. Gilbertt Plinta, gerente de logística, Sr. Robson Mello, analista de logística, Sr. Fernando Suardi, técnico em segurança, e, também, do CEO da Peróxidos Sr. Bruno Jestin.

“Ficamos muito felizes com o inédito prêmio, resultado do trabalho desenvolvido pela nossa equipe ao longo dos anos”, comemora Marcus Vinicius Calvo Pardo, diretor da BPLog. “O reconhecimento do cliente é fundamental para continuarmos sempre nossa busca da excelência operacional e atendimento as demandas do cliente. E só aumenta nossa motivação em continuar prestando serviços de acordo com nossos valores. Agradecemos a todos os envolvidos, em especial o coordenador de logística Maurício Ferreira dos Santos e sua equipe.”

Avaliação
Para o reconhecimento dos serviços prestados a Peróxidos do Brasil destacam-se alguns critérios como controle de documentos (uso de EPI’s, atualização dos ASOS, PPRA, PCMSO, diálogos de segurança e treinamentos) e outros critérios relacionados à área de SSMA.

Categorias
Intralogística

Próximo triênio deve alavancar a área de logística

Em 2014, com os impactos dos grandes eventos que acontecem no Brasil, como a Copa do Mundo de Futebol, a logística estará na mira do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Pelo menos foi o que disse à Agência Estado o presidente do banco, Luciano Coutinho. De acordo com o planejamento estratégico para o próximo triênio (entre 2014 e 2016), os investimentos em logística devem chegar aos R$114 bilhões, contando com os recentes leilões das rodovias e aeroportos do país.

Já havíamos citado no blog da BPLog que o segundo semestre do ano de 2013 terminaria com pelo menos R$9 bilhões em investimentos, por conta do Programa de Investimento e Logística (PIL), anunciado em agosto de 2012 pelo governo, no qual se incluíram os leilões para rodovias, empréstimos para logística, empréstimos-ponte para os aeroportos concedidos de Guarulhos, Campinas e Brasília, concedidos à iniciativa privada. Acontece que muita coisa ficou por fazer, principalmente porque os atrasos em obras para a Copa tomaram muito espaço na agenda, tirando o desenvolvimento do país do foco principal para resolver problemas pontuais da realização das partidas de futebol e obras no entorno do estádios.

Mesmo assim, de acordo com Luciano Coutinho, as concessões do segundo semestre de 2013 renderam para a logística mais R$ 30 bilhões em contratos e investimento para 2014, que devem se consumar agora. Até 2016, outra área importante a receber recursos por conta dos leilões do governo deve ser a de energia elétrica, com R$134 bilhões. “Nós esperamos também que os investimentos em transportes públicos se acelerem na segunda metade do ano que vem”, estimou o presidente do BNDES.

Coutinho deixou claro que esses valores mostram “o que o BNDES está enxergando a partir de volume de consultas recebido”. Portanto, são projeções que merecem atenção, pois a concretização das mesmas depende de inúmeros fatores.

Leia mais na matéria de Alana Granda, repórter da Agência Brasil.