O principal objetivo da logística é coordenar as atividades de transporte de produtos, atendendo às necessidades dos clientes, e para acompanhar as mudanças e exigências do consumidor, a logística incorporou também o conceito de sustentabilidade. Se antes a logística considerava apenas fatores econômicos, agora as consequências ambientais e sociais também são levadas em conta.

É uma preocupação comum das empresas combinar sua eficiência e excelência com menos poluição num ambiente colaborativo. A essa nova conduta atribuímos o nome de logística sustentável.

  • Ser sustentável não significa aumentar os gastos

Os empresários costumam achar que implementar mecanismos de sustentabilidade no empreendimento implica em aumento de gastos, mas o que acontece é justamente o contrário: a logística trabalha a fim de reduzir os custos. Há pouco tempo atrás, soluções sustentáveis eram apenas um diferencial competitivo, e então elas viraram uma necessidade para reduzir custos e evitar gastos em multas ou até mesmo embargo na produção, devido a problemas com o meio ambiente – lembrando que hoje a legislação é muito severa em relação à poluição produzida por empresas.

  • Logística reversa

Considerando que a logística reversa faz parte da cultura sustentável, os consumidores são cada vez mais incentivados a retornarem os produtos no final do ciclo de vida para seus fabricantes – por exemplo, embalagens de agrotóxico. Além de preservar o meio ambiente, esse tipo de atividade fortalece a imagem da marca.

  • Parques logísticos

Parques logísticos são locais onde diversos serviços como água, luz e equipamentos são compartilhados. Isso reduz os custos do empreendimento e aumenta a eficiência, de forma sustentável. Procure por parques que possuem certificações de sustentabilidade – muitos deles são construídos de forma a aproveitar a luz natural, têm sistema de economia de recursos hídricos e oferecem um ambiente de trabalho e serviços suplementares, facilitando a vida das pessoas que ali trabalham.

  • O mercado internacional valoriza empresas sustentáveis

No Brasil a sustentabilidade vem se fortalecendo aos poucos, porém, no exterior ela é bem consolidada. Empresas que almejam conquistar mercados estrangeiros devem apresentar soluções sustentáveis, pois dependendo da legislação do local escolhido, se sua empresa não adotar uma política ambiental correta para os descartes ou na produção, a entrada no país pode vir a ser proibida.