Os principais métodos de controle de estoque 

Os principais métodos de controle de estoque desempenham a função de manter a quantidade de produtos disponíveis adequadas às demandas dos clientes, essa quantidade é sem excessos e sem faltas, para que não haja nenhum prejuízo com estoque sem giro ou ausência de mercadoria para distribuição e venda.

O foco dos métodos de controle de estoque é atingir objetivos estratégicos para um negócio, tais como:

  • Aumento de vendas: a disponibilidade do produto implica no fechamento ou não de uma venda.
  • Reduzir custos de armazenamento: com a quantidade certa, menos espaço é ocupado, isso em grande escala implica no tamanho do armazém.
  • Eliminar o desperdício: produtos possuem validade e consequentemente podem perder seu tempo de vida útil antes de serem comercializados.
  • Manter a saúde financeira da empresa: uma boa gestão de estoque garante capital de giro e lucro.

A seguir, os principais métodos de controle de estoque:

  1. Curva ABC

Esse método tem destaque na gestão de estoques. A Curva ABC considera como fatores como giro, lucratividade e faturamento para classificar os produtos em três categorias: 

Tipo A: 20% dos produtos e 80% do valor do estoque;

Tipo B: 30% dos produtos e 15% do valor do estoque;

Tipo C: 50% dos produtos e 5% do valor do estoque.

Um dos grandes benefícios da Curva ABC é o aumento no conhecimento sobre giro de estoque e relevância dos produtos, isso possibilita otimizar as operações.

  1. Just in time

Traduz-se livremente como “no tempo certo”. O just in time é responsável por buscar a precisão da cadeia de produção, encaixando as operações e as execuções de acordo com o nível de demanda.

Esse método é indicado para manutenção de um estoque mínimo, sendo recomendado para empresas que querem reduzir custos com armazenagem. Este é seu maior benefício, menor nível de estoque parado e nenhum desperdício de matéria-prima.

  1. Média Ponderada Móvel ou Custo Médio

Nesse modelo, deve-se somar o valor dos produtos já em estoque e os novos produtos dividindo pelo total de mercadorias. O resultado consiste no custo médio por produto e deve ser o valor usado para calcular as tributações da empresa.

  1. PEPS

A sigla significa Primeiro que Entra e Primeiro que Sai. O método é um dos mais utilizados e se baseia na saída de produtos conforme a ordem cronológica.

Essa opção ajuda na redução de desperdícios principalmente em segmentos que lidam com produtos perecíveis.

  1. UEPS

A sigla UEPS significa Último a Entrar, Primeiro a Sair. Seguindo esta linha, este método funciona de forma contrária ao PEPS.

A gestão prioriza a saída dos itens que entraram por último no estoque, pois eles são mais caros do que os que já estão no armazém. Esse método não abrange empresas que trabalham com perecíveis.

Todas as empresas precisam utilizar métodos de controle de estoque. Com tecnologia e eficiência, é possível escolher o mais adequado para a sua linha de produção e otimizar os processos.

A BPLog oferece treinamento na área de controle de estoques. Saiba mais acessando a aba “serviços” e conheça nossas soluções!