Categorias
Logística

Armazenagem de Alimentos: a BPLog aposta em novo segmento

04-empresa-estoque-foto-03

A BPLog, em setembro desse ano, ampliou seu nicho de atendimento e conquistou um maior espaço no mercado. A empresa firmou um novo contrato, em que será responsável por um novo segmento: a armazenagem de alimentos. O novo contrato foi assinado com uma empresa de Curitiba – PR, que teve sua identidade preservada.

A armazenagem de alimentos requer diversas especificações. A BPLog teve de adequar sua estrutura de armazenagem destinando algumas áreas dentro de seu armazém para melhor acomodar as mercadorias.

Os meios de armazenagem do alimento devem ser frescos, ventilados e iluminados. Essas áreas devem necessariamente ser mantidas limpas, livres de resíduos e sujeiras para evitar a presença e aninhamento de insetos e roedores. Além disso, é recomendado que, periodicamente, sejam higienizadas e desinfetadas com produtos apropriados.

Segundo Mauro Marques, coordenador comercial, a estratégia de crescer neste segmento é acertada. “A BPLog já é conhecida como especialista em Intralogística (terceirização de operações), Consultoria e Treinamentos. Agora estamos em fase de crescimento na Armazenagem; além de iniciarmos trabalhos como Filial Fiscal para alguns clientes, o segmento de Alimentos é um segmento que sempre apresenta demanda crescente”.

 A BPLog conta hoje com estrutura referência em armazenagem. Além de oferecer moderna estrutura a empresa possui sistema WMS e em condomínio fechado com segurança 24 horas.

Categorias
Logística Serviços logísticos

Acondicionamento: entenda melhor

Você sabe o que significa acondicionar um produto ou material? Na verdade, o acondicionamento é o ato de guardar ou embalar um produto para sua estocagem, armazenagem ou até mesmo transporte. Mas esse processo logístico vai muito além disso, afinal de contas qualquer descuido durante essa fase pode por em risco a integridade do produto final, comprometendo todo o trabalho realizado até então. Diversos pontos devem ser pensados e analisados durante a escolha de um melhor acondicionamento, entenda um pouco mais sobre o assunto.

 

Características do produto

Antes de acondicionar qualquer produto é de extrema importância levar em consideração suas principais características, tais como volume, peso, forma, resistência e tantas outras que sejam relevantes ou que ajudem a definir uma melhor estrutura para sua acomodação. Sorvetes por exemplo requerem um transporte e armazenagem que os mantenha em baixa temperatura, por tanto seu acondicionamento deve ser planejado considerando tal característica. Assim como produtos sensíveis ou frágeis que possam ser quebrados durante o trajeto ou até mesmo na armazenagem.

 

Forma de envio

Assim como mencionado acima, o transporte também deve ser analisado e programado de acordo com o melhor acondicionamento requerido pelo produto em questão. Na verdade, a maioria dos extravios são ocasionados durante o transporte ou após o trajeto completo, quando os mesmos são manuseados novamente e talvez não tenham sido devidamente acomodados. Nesse caso é importante pensar não somente em como os objetos serão acomodados para o envio, mas também nas condições em que o caminho se encontra, como estradas esburacadas por exemplo.

 

Embalagens

Pensando nessas condições, a embalagem do produto é escolhida e produzida, permitindo ainda que além do pacote final outros possam ser usados durante o processo de acondicionamento. Esse embrulho pode ser classificado em cinco diferentes níveis, sendo a embalagem primária aquela conhecida pelo cliente, a qual contem informações e dados sobre o produto, indo até o acondicionamento que comporta as embalagens para o transporte, como containers por exemplo.

 

E aí, será que sua empresa tem acondicionado seus produtos da melhor maneira possível? Continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro de mais dicas e novidades do mundo logístico.

Categorias
Intralogística Logística Serviços logísticos

Crossdocking: descubra o que é

Um método cada vez mais utilizado no mundo da logística e que tende a crescer cada vez mais, o crossdocking ou cross-docking. Em uma tradução livre, o termo significa “atravessando docas”, ou seja, recebe-se a mercadoria nas docas de um armazém e expede-se nas docas do lado oposto. Este processo interliga diretamente as fases de recebimento e expedição da carga, visando eliminar a necessidade de armazenagem entre as entradas e saídas ou pelo menos diminuindo o tempo da mesma. Entenda um pouco mais sobre como funciona essa técnica.

 

Sincronia

O crossdocking é um processo repleto de detalhes, pois é exigida uma sintonia bastante forte entre todas as partes que participam do processo de entrega, transporte e manuseio do material. O objetivo desse método é extinguir o estoque ou armazém da forma como os conhecemos, modernizando todo o sistema logístico e também empresarial da companhia.

 

Vantagens

Por razões obvias a primeira das vantagens na implementação desse sistema é a diminuição do espaço necessário para a estocagem de produtos, já que os mesmos serão programados para passar pouco tempo no galpão. Outra grande vantagem é a redução de furtos, pois com a carga sempre em movimento a dificuldade de um roubo é bem maior, o que também leva a terceira e talvez uma das maiores vantagens, a redução de custos. Com a diminuição do estoque e também a redução de furtos, os custos consequentemente são otimizados, o que é sempre uma vantagem em qualquer setor.

 

Implementação

Como já mencionado anteriormente, a técnica do crossdocking não é fácil, porém não com alguns pré-requisitos o método tem tudo para dar mais do que certo. É extremamente importante, por exemplo, que haja uma boa comunicação entre todos os participantes da cadeia de suprimentos. Dados sobre vendas, pedidos e previsões de chegada devem ser sempre compartilhados para um melhor funcionamento do sistema.  Além disso, assim como em todo setor, um bom gerenciamento também é fundamental. Nesse caso o gerenciamento de planejamento estratégico deve ser impecável, visando organizar todas as informações e calcular um timing perfeito entre colaboradores.

 

E aí, já conhecia esse sistema? Que tal implantá-lo em sua empresa também? Continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro das dicas e novidades do mundo da logística.

Categorias
Intralogística Logística Serviços logísticos

Logística terceirizada e suas vantagens

Com um grande papel para vários setores, a logística é indispensável para um bom funcionamento de grandes empresas que utilizam transportes para a entrega e compra de materiais. Cada vez mais reconhecida e valorizada por indústrias que perceberam a diferença que a eficiência logística traz, veja as vantagens ainda maiores de obter um setor de logística terceirizado.

 

Transporte

Com o transporte de cargas terceirizado a chance de espaços desocupados é bem mais baixa, tendo em vista que a transportadora busca encaixar mais de uma entrega no mesmo transporte, otimizando assim o ambiente. Outra grande vantagem nesse setor é a redução de custos com a aquisição e manutenção de caminhões ou possíveis meios de transporte.

 

Softwares de gerenciamento

Uma vantagem pouco lembrada mas que é bem importante também é a economia em questão a softwares de gerenciamento como WMS ou TMS que ajudam no armazém e no transporte. Esses sistemas costumam exigir um certo investimento inicial, porém quando terceirizada a empresa contratada costuma diluir esse valor por seus clientes. Junto disso, ainda segue a vantagem do armazenamento externo, que além de ser mais prático ainda permite que funcionários mantenham o foco empresarial apenas para as vendas e produção.

 

Gestão de pessoas

Outro benefício da terceirização é o fato de ter uma equipe especializada dentro de sua empresa sem que você tenha que se preocupar com pequenos desgastes. Além disso, é inevitável lembrar que por mais que o setor logístico de uma empresa tenha profissionais bastante capacitados e desenvolvam um serviço de qualidade, empresas especializadas em logística estão em constante crescimento e sempre investindo em cursos, treinamentos e aperfeiçoamento geral de seus funcionários.

 

E ai, o que achou? A BP Log possui um sistema de terceirização com várias soluções e diferenciais para ajudar no crescimento da sua empresa, confira nossos serviços e continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro do mundo da logística.

Categorias
Intralogística

O parceiro certo para a logística de distribuição

Interessante a matéria do portal G1 a respeito de como montar um sistema de distribuição eficiente. O texto de Felipe Datt trata das encomendas das empresas que começam a ganhar volume, receber pedidos de maneira simultânea e se deparam com a necessidade de reorganizar a logística. Hoje, os clientes querem receber o produto em boas condições, no prazo e de acordo com a qualidade do que compraram, sejam eles clientes finais ou revendedores. Manter essa boa relação fortalece a confiança entre ambos e torna as operações mais eficientes e seguras. A agilidade dessas operações é algo vital para o negócio. Uma empresa terceirizada pode encaixar como uma luva, liberando o empresário para realmente gerenciar o seu negócio.

Parceiros

Pelos dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), no Brasil são mais de 71 mil transportadoras e distribuidoras especializadas em entrega. Para escolher o parceiro, é preciso analisar as características das mercadorias, estoque, preço e know how. A BPLog aconselha o empresário a prestar atenção também na carta de clientes atendidos pela empresa de logística a ser contratada.

Matéria do G1

São quatro os tópicos destacados pelo G1 na revista “Pequenas Empresas & Grandes Negócios”. Vale destacar:

  • DE OLHO NO ESTOQUE

Não há uma regra, mas as mercadorias têm um custo logístico inerente. Um bom investimento seria em produtos de maior giro, para não ocupar espaço de armazenamento. Se a sua empresa trabalha assim, ok, mas se há necessidade de estoque é bom pensar bem no contrato no momento de firmar parceria. Você precisa de prazo e menor preço. Leia mais…

  • A OPÇÃO PELA TERCEIRIZAÇÃO

Hesitar na hora de contratar um distribuidor é algo problemático. Sua empresa não deveria se preocupar em como o produto será entregue após a venda. O melhor negócio é firmar parcerias e evitar despesas com a manutenção de veículo próprio, motorista, segurança do transporte, embalagem da mercadoria, combustível, etc. Se o seu negócio é restrito por região, há empresas que podem atendê-lo sem custo demasiado, por volume médio. Leia mais…

  • A ESCOLHA DA TRANSPORTADORA

Procure saber qual é o perfil dos seus clientes e como uma transportadora poderia prestar um serviço baseado nessas exigências. É importante deixar claro quais são os tipos de produtos com os quais se trabalha e transmitir essa informação para a terceirizada. Fica mais fácil de se chegar a um acordo e saber se a empresa a ser contratada tem condições prestar o serviço, evitando surpresas. Leia mais…

  • A NEGOCIAÇÃO DO CONTRATO

Não comece nada sem combinar as cláusulas do contrato. É a regra número um para determinar responsabilidades e garantir uma cobrança jurídica, caso haja divergência no acordo de serviços prestados. Leia mais…

Até a próxima!