Categorias
Logística

Transporte Hidroviário no Brasil

Já falamos aqui no blog sobre sistema intermodal de transportes e como ele ajuda nos cuidados com o ambiente e também na economia de custos. Hoje vamos falar sobre um dos modais que mais ajuda nesses dois quesitos super importantes: o transporte hidroviário. Saiba um pouco mais sobre o que é e como ele funciona.

 

Modal

O transporte hidroviário é um dos modais mais econômicos de todas as estratégias logísticas, além de ter um baixo custo de funcionamento sua manutenção também é consideravelmente barata. Passando por hidrovias, caminhos aquáticos navegáveis, esse modal utiliza de navios, barcos ou balsas para o deslocamento de pessoas e também mercadorias. Uma de suas maiores vantagens é a possibilidade do transporte de grandes cargas pesadas por longas distâncias, com um baixo custo e menor impacto ambiental.

 

Funcionamento

Para que esse modal seja viável, são necessárias algumas boas condições de ambiente, como hidrovias planas e uma boa profundidade marítima. Além, é claro, de boas disposições climáticas, tais como ventos e correntezas.

 

No Brasil

No Brasil o transporte hidroviário é dividido em duas categorias, o fluvial e o marítimo. O marítimo é o mais importante, sendo responsável por 75% do comercio internacional. Já o fluvial, mesmo sendo o modal mais limpo e econômico, continua tendo uma menor aplicação no país.

 

E você, já conhecia esse modal? Continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro das curiosidades do mundo da logística.

Categorias
Logística

Consolidação: o que é?

Uma técnica na verdade não muito recente, a consolidação é visa uma maior economia e praticidade na hora do frete. Esse método consiste em agrupar, ou consolidar, diversas mercadorias e cargas que possuam um destino em comum.

 

Como funciona

Normalmente realizado por empresas e transportadoras com experiência no ramo, esse sistema pode consolidar tanto mercadorias de um como de vários fornecedores e usuários. Criando um grande carregamento ao invés de vários pequenos, esse sistema é bastante usado para cargas internacionais por pelo fato de diminuir o valor com do transporte.

 

Desconsolidação

Existe também a desconsolidação, que consiste em retirar um ou vários lotes do carregamento que havia sido consolidado anteriormente. Esse método é bem comum em cargas e containers de importação.

 

E você, já conhecia esse sistema? Utiliza na sua empresa? Continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro do mundo da logística.

Categorias
Logística

Cabotagem: o que é?

A cabotagem é na verdade um tipo de transporte de cargas no modal marítimo, baseada em navegar sem perder a costa de vista. Esse sistema teve início a muito tempo atrás com as navegações ao redor de continentes para suas demarcações demográficas.

Com o tempo, foi observado que a prática poderia economizar uma boa quantia de custos para a logística. Sem a necessidade de enfrentar alto mar, os navios não precisam ter um porte ou equipamento tão refinado quanto os demais.

É verdade que cada país possui sua própria legislação para a prática da cabotagem, nos Estados Unidos, por exemplo, é obrigatório que o dono do navio e pelo menos 75% de sua tripulação sejam cidadãos do país.

Já no Brasil, apesar de não haver uma implicação quanto a nacionalidades, a cabotagem ainda é um processo meio complicado de se lidar, devido a tantas restrições burocráticas. Hoje, apesar de não fazer muito sentido, ainda é mais vantajoso o transporte em alto mar ao processo de cabotagem.

Então, já conhecia esse sistema? Continue acompanhando nosso blog para saber mais curiosidades logísticas.

Categorias
Logística Serviços logísticos

Sistema intermodal: o que é?

Já falamos aqui no blog sobre as dificuldades do modal rodoviário no Brasil, e hoje o assunto é a intermodalidade, uma alternativa inteligente para essa situação. O método funciona da seguinte maneira: todos os modais são uma possível alternativa e é escolhida a melhor categoria para cada pedaço do trajeto.

Um exemplo prático e bem conhecido da intermodalidade são as cargas intercontinentais, que costumam vir em navios e são redirecionados via caminhão até seu destino final. Ligando vários modais para um mesmo transporte, esse método veio trazer inúmeras vantagens, conheça algumas delas:

 

Economia

Tanto de tempo quanto de dinheiro, a economia com o sistema intermodal é maior que os demais sistemas. Considerando que esse método escolhe o modal utilizado com base nas condições do trajeto e também no custo benefício, o resultado costuma ser bem mais vantajoso financeiramente.

 

Ambiente

Assim como investimento financeiro, os danos ao meio ambiente também são levados em consideração na hora da escolha de um melhor modal. Com tantas opções e trajetos, é sempre interessante o maior controle de poluição possível.

 

Já conhecia esse sistema? Utiliza na sua empresa? Continue acompanhando nosso blog para mais curiosidades e novidades do mundo da logística.

Categorias
Logística Serviços logísticos

Serviços de rastreamento dão mais segurança ao transporte de cargas

Quando o fim do ano chega há um aumento nas compras e um giro muito maior de mercadorias. Nessa época, normalmente, as transportadoras e empresas de logística têm aumento na demanda e as estradas ficam movimentadas. Infelizmente, é também nessa época que as quadrilhas de roubo de carga estão aguçadas. Sabemos que os governantes e responsáveis pela segurança pública não medem esforços para solucionar o problema e evitar casos assim, mas uma prevenção a mais é sempre bem-vinda.

As soluções de rastreamento de veículos são uma boa saída, possibilitando o acompanhamento de todas as etapas da viagem e consequente proteção do motorista, carga e veículo. O objetivo de se credenciar a um serviço como esse é facilitar a tomada de decisões durante um eventual roubo, como o travamento do motor e aviso aos órgãos competentes de segurança pública.

Dados
A Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística) publicou os casos de roubo de carga ao longo do ano passado e eles cresceram 5,7%, em comparação com 2010. Ao todo, foram registradas 13 mil ocorrências em todo o Brasil, com 83,57% em rodovias da Região Sudeste. O prejuízo, pelas contas da NTC&Logística, chegaram a R$ 920 milhões. Valor que merece uma boa análise para estabelecimento de estratégias de segurança.

Soluções
Com os modernos aparelhos de rastreamento é possível buscar o posicionamento dos veículos pelo GPS e bombardear os operadores com informações em intervalos regulares, mostrando, inclusive, em que estado o veículo se encontra: portas abertas, velocidade, desengate da carreta, quebra de antena e corte de combustível.

É bom prestar atenção a esses detalhes para não ocorrerem surpresas. Assim, o final de ano pode mesmo ser bastante significativo para os negócios. Pense nisso.

Fonte: Revista Mundo Logística