Categorias
Logística

Os desafios e a eficiência dos centros de distribuição

Os Centros de Distribuição, conhecidos como CDs, podem ser o anjo da guarda ou o caos dentro de uma organização. Quem é administrador de empresas ou trabalha no setor de logística sabe o quanto eles podem causar transtorno, se mal gerenciados. O incômodo ou o sucesso desse espaço, às vezes apelidado de “mal necessário”, é algo cada vez mais desafiador, pois requer a contratação e manutenção de bons profissionais, pressão por produtividade e condições para o seu aumento, incluindo posicionamento no mercado.

A grosso modo, os Centros de Distribuição surgiram para diminuir custos e, consequentemente, aumentar o faturamento ao possibilitar um melhor controle de preços por meio de estoques. As companhias armazenam os produtos, sejam eles quais forem, e teoricamente coordenam melhor o fornecimento e a demanda, produção e transporte, tempo de entrega e disponibilidade do produto. É a administração coerente desses dados que reduz os custos. O descontrole dessas atividades, na prática, podem levar ao prejuízo e ocasionar a pior das situações financeiras de uma empresa: trabalhar o mês atual para pagar o anterior.

Soluções que envolvem logística
A melhor forma de gerenciar os CDs é fazer com que eles gerem valor por si mesmos. Empresas interessadas nos avanços de gestão têm terceirizado a logística do setor ou buscado consultoria especializada na área. Para atender a esse desafio, empresas como a BPLog têm aumentado o foco na gestão logística para introduzir nas empresas contratantes a ideia de que o cliente é, na verdade, uma pessoa que toma decisões em nome da empresa e exige a qualidade dos serviços. O mesmo acontece com o consumidor final. Ele deixa de ser um número estatístico e se torna uma pessoa real e fiel a uma empresa que demonstra cuidado com os prazos, qualidade dos materiais, atendimento e preço justo.

Claro que não são somente os CDs os responsáveis pelo sucesso ou derrocada de uma companhia, mas eles têm forte influência e podem se tornar um pilar de sustentação da estratégia empresarial. É aí que a terceirização se encaixa como uma luva. A situação econômica atual do Brasil tem causado dificuldade na gestão de mão de obra. Quanto mais especializada ela for, mais ela se torna escassa pela própria história cultural do país, na qual a escolarização é algo caro, ou seja, dificilmente vai aparecer um meio termo para preencher o vácuo entre o nível baixo de estudo e o alto. A gestão terceirizada da mão de obra vem para solucionar o problema, pois a preocupação se volta para o serviço em si, sem discussão sobre a capacitação ou rotatividade de pessoal, de responsabilidade da terceirizada.

Se os Centros de Distribuição estão em caos dentro da empresa, é preciso rever a administração deles. Há que se pensar na concorrência e imaginar, ou mesmo levantar pesquisas a respeito, que os espaços para os não-profissionais estão diminuindo. Mesmo as empresas que tem uma boa gerência podem melhorar ainda mais a sua gestão e realmente transformar os CDs em anjos da guarda, tornando-os um “bem necessário” produtivo e acelerador do crescimento.

Categorias
Logística Serviços logísticos

De olho nas inovações dos equipamentos do ramo logístico

É interessante para qualquer empresário saber como andam as inovações tecnológicas responsáveis por processos importantes dentro da cadeia logística. Há uma nova geração de leitores de código de barras que pretende agilizar o trabalho dentro dos centros de distribuição (CDs), fábricas e varejo. A notícia vem da Revista Tecnologística, que mostra os modelos de equipamentos CK3 e suas variações, da Intermec, empresa especializada em transmissão de dados.

Dentre as inovações estão uma bateria de longa duração, leitor avançado e disponibilidade de linguagem HTML5. Os novos aparelhos aguentam bem as quedas bruscas de temperatura, realizam leitura de códigos 1D e 2D e possibilitam a leitura de códigos danificados ou de pequena qualidade, bem como, leitura onidirecional ou com movimentos bruscos. Com a nova bateria, é possível trabalhar durante um turno inteiro, conforme a demanda, e ainda há recursos como bluetooth, rádio e leitor RFID opcional.

Visite sempre o nosso blog e acompanhe às novidades da área de logística.

Leia mais a respeito dos equipamentos de código de barras na página da Revista Tecnologística.