Categorias
Logística

Como funciona a logística reversa de embalagens?

Seja do ponto de vista do consumidor, das empresas ou até mesmo da logística, não se pode negar a importância das embalagens para o comércio. Mas em tempos em que a preocupação com a sustentabilidade se faz cada vez mais necessária para a humanidade, cabe a todas as partes a preocupação quanto ao fim que essas embalagens terão no meio ambiente. E é neste processo que a logística reversa faz toda a diferença.

Como funciona?

Sabe quando você compra refrigerantes ou cervejas das quais é possível retornar a garrafa? Este é um exemplo básico de como funciona a logística reversa de embalagens. O produto chega ao consumidor, e posteriormente sua embalagem retorna à indústria para ser reutilizada e então retornar novamente ao consumidor final. Visto que nem todos os tipos de embalagens são viáveis para este processo, atualmente grande parte de empresas buscam reciclar as embalagens descartadas, como latas de alumínio e caixas de papelão, para então reutilizá-las como matéria-prima.

Sendo assim, a logística reversa pode se resumir no fluxo reverso da cadeia de suprimento, o que envolve três processos principais:

  • Cliente final: pessoas físicas e atacadistas são as principais fontes de embalagens pós-consumo. Eles devem ser os principais alvos em campanhas de coleta seletiva, seja organizada pelo governo, pela população ou pela própria empresa, a fim de recolher as embalagens.
  • Centro de distribuição: principal laço entre cliente e indústria, é nos armazéns que será possível utilizar sistemas específicos de logística para organizar o processo. Como é o caso do sistema WMS e do TMS, que auxiliam no controle, transporte e distribuição das embalagens.
  • Indústria: finalmente a empresa poderá reutilizar a embalagem como matéria-prima, reduzindo custos de produção e diminuindo o impacto ao meio ambiente.

Se interessou pela logística reversa e gostaria de implementá-la em sua empresa? Faça uma consultoria conosco.

Categorias
Logística Serviços logísticos

Acondicionamento: entenda melhor

Você sabe o que significa acondicionar um produto ou material? Na verdade, o acondicionamento é o ato de guardar ou embalar um produto para sua estocagem, armazenagem ou até mesmo transporte. Mas esse processo logístico vai muito além disso, afinal de contas qualquer descuido durante essa fase pode por em risco a integridade do produto final, comprometendo todo o trabalho realizado até então. Diversos pontos devem ser pensados e analisados durante a escolha de um melhor acondicionamento, entenda um pouco mais sobre o assunto.

 

Características do produto

Antes de acondicionar qualquer produto é de extrema importância levar em consideração suas principais características, tais como volume, peso, forma, resistência e tantas outras que sejam relevantes ou que ajudem a definir uma melhor estrutura para sua acomodação. Sorvetes por exemplo requerem um transporte e armazenagem que os mantenha em baixa temperatura, por tanto seu acondicionamento deve ser planejado considerando tal característica. Assim como produtos sensíveis ou frágeis que possam ser quebrados durante o trajeto ou até mesmo na armazenagem.

 

Forma de envio

Assim como mencionado acima, o transporte também deve ser analisado e programado de acordo com o melhor acondicionamento requerido pelo produto em questão. Na verdade, a maioria dos extravios são ocasionados durante o transporte ou após o trajeto completo, quando os mesmos são manuseados novamente e talvez não tenham sido devidamente acomodados. Nesse caso é importante pensar não somente em como os objetos serão acomodados para o envio, mas também nas condições em que o caminho se encontra, como estradas esburacadas por exemplo.

 

Embalagens

Pensando nessas condições, a embalagem do produto é escolhida e produzida, permitindo ainda que além do pacote final outros possam ser usados durante o processo de acondicionamento. Esse embrulho pode ser classificado em cinco diferentes níveis, sendo a embalagem primária aquela conhecida pelo cliente, a qual contem informações e dados sobre o produto, indo até o acondicionamento que comporta as embalagens para o transporte, como containers por exemplo.

 

E aí, será que sua empresa tem acondicionado seus produtos da melhor maneira possível? Continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro de mais dicas e novidades do mundo logístico.

Categorias
Logística

Logística e sustentabilidade

Quando pesquisamos o significado de logística, vários conceitos podem ser encontrados, mas o fato é que o conteúdo é sempre relacionado a gestão. Saiba mais sobre a relação entre a logística e como esse gerenciamento tem se adaptado as novas preocupações com a sustentabilidade e ações ecológicas.

 

Valores

Antigamente, grandes indústrias costumavam poluir e danificar agressivamente o meio ambiente de formas bem inconsequentes simplesmente por acreditar que o caminho mais curto ou aparentemente prático seria o melhor. Com o passar dos anos, diversas indústrias perceberam que o mais interessante realmente é buscar maneiras fáceis e menos agressivas.

É verdade que algumas alterações na legislação ajudaram bastante para que esse pensamento se propagasse, porém é possível observar que algumas soluções ecológicas por vezes acabam sendo bem econômicas também. Um grande e ao mesmo tempo simples exemplo é o uso de embalagens com material reciclável, uma saída inteligente e que além de reduzir custos ainda ajuda no cuidado ao meio ambiente.

 

Marketing

Outro fator bem legal para empresas que buscam um sistema mais ecológico, é que o publico em geral tem valorizado cada vez mais essa ação. Quando agregado ao nome da marca ou empresa, essa atitude costuma trazer bons olhos e uma simpatia maior por parte de clientes e consumidores.

 

Uma boa solução e que também ajuda bastante nessa relação entre a logística e a sustentabilidade é a logística reversa, um sistema que tem sido cada vez mais utilizado, você pode saber um pouco mais sobre como ele funciona nesse post.

E ai, o que achou dessa atitude? Continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro do mundo da logística.

Categorias
Logística Serviços logísticos

A terceirização da montagem de kits é uma das soluções para a sua empresa

A terceirização é uma solução muito adotada por empresas que buscam uma forma mais moderna de administrar. O serviço é de extrema importância para a cadeia econômica e permite que os diretores se concentrem em seu principal foco de atividade, aliviando a ocupação com funções secundárias. Mas atenção, terceirizar não significa desvalorizar setores dentro da empresa, pelo contrário, a atividade é uma forma de melhorar a organização interna.

Um bom exemplo de atividade que pode ser terceirizada e contribuir para a otimização da produção é a montagem de kits e embalagem de produtos. Além de direcionar para um prestador de serviços essa responsabilidade, a empresa ganha espaço e material humano para utilizar em outras áreas produtivas.

Como exemplo, dá para citar a linha de kits montados pela BPLog. Os kits são diferentes, com certa variedade de componentes e o serviço terceirizado garante o padrão de qualidade, além de dar garantias de prazo, o que não compromete o cronograma produtivo ou de entrega da empresa contratante. Os kits e os produtos são identificados por códigos e, com isso, a empresa tem o controle de estoque em tempo real, controlando mais facilmente as reposições. Lembrando que a montagem segue as instruções da contratante e a embalagem pode ser confeccionada como skin-packing, cartela com blister, caixas de cartolina, saco plástico selado com ou sem etiqueta de identificação ou código de barras EAN 13.

Não deixando de mencionar que, além da montagem de kits, a terceirização pode envolver mais soluções como: recebimento e armazenamento de materiais, separação de pedidos (picking), abastecimento da linha de produção, manuseio e movimentação interna, embalagem e expedição de produtos, gestão de almoxarifado, realização de inventários, fornecimento e manutenção de equipamentos de movimentação.

Informe-se!